sábado, 29 de abril de 2017

Don Carlo Ancelotti dá o 1º Penta ao Bayern de Munique

Pela primeira vez na história deste colosso alemão, o Bayern conquista um Penta campeonato. Hoje, vitória por 6-0 no terreno do Wolfsburgo e aí está o título conquistado.

Tudo começou com Jupp Heynckes, venceu tudo o que havia para vencer antes da chegada de um grande treinador - Pep Guardiola - que também está e de que maneira ligado a esta proeza.

Apesar de não ter conseguido conquistar a Champions em três épocas na Alemanha, o espanhol deu muito a este Bayern de Munique.

Bom, depois chega Don Carlo Ancelotti com a missão de continuar a ganhar a nível interno, voltar a vencer uma Champions e renovar uma equipa já de si com alguma veterania. 

Estava tudo bem encaminhado para que fosse esta época, mas todos sabem como acabou a saída da Champions, com consequências também na eliminação da Taça da Alemanha esta semana.

A partir de agora, há um longo caminho para este excelente técnico italiano, apesar dos abandonos já anunciados de Lahm e Xabi Alonso, há que dar mais oxigénio e gente nova a este plantel do Bayern.

Se fosse fácil, não tinham chamado pelo italiano que é amado por todo o sítio onde passa e com resultados à vista!

"Há que cozinhar outro Bayern de Munique!"


Aguardando pelos jogos de Benfica e FC Porto

Recordando um Reporttv com Toni

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Mestre Vítor Oliveira desta vez fica em Portimão

Vítor Oliveira está novamente de Parabéns!, com a subida à I Liga de mais uma equipa - o enorme Portimonense! Ok, eu sei, já foi no fim de semana passado...mas só agora resolvi fazer um post.

Foi em Portimão que este homem que 'não quis' concluir o curso de engenheiro (estava no 4º ano de Electrotecnia, na Faculdade de Engenharia do Porto), para enveredar pelo futebol, encerrou a sua carreira de jogador e iniciou a de treinador!

É verdade, já são 10 (DEZ) subidas de divisão.

Subiu o Paços em 1991, Académica em 1997, União de Leiria em 1998, Belenenses em 1999, Leixões em 2007, Arouca em 2013, Moreirense em 2014, União da Madeira em 2015, Chaves em 2016 e Portimonense em 2017.

É minha convicção que desta vez Vítor Oliveira vai voltar a treinar na I Liga com o Portimonense, o clube está estável financeiramente, tem boas condições estruturais e o treinador nascido em Matosinhos gosta imenso de estar em Portimão.

Só algo de muito esquisito fará com que isso não aconteça!



Faz hoje 15 anos que os leões venceram o último campeonato

A 28 de Abril de 2002, o campeão em título - Boavista - perdia na Luz por 2-1 e o Sporting era campeão matematicamente. Tinha empatado na véspera em Setúbal!

Orientados pelo romeno Lazlo Boloni (muitos torceram o nariz à sua contratação), o Sporting formou um plantel caro mas de luxo.

Mas é assim em tudo na vida, quem quer luxo tem que pagar por ele. Acontece em todos os clubes.
Aliás, como curiosidade, o enfermeiro/fisioterapeuta recebia mais por mês no Sporting do que o jogador mais caro do plantel.

Rodolfo Moura tinha vindo do FC Porto e sairia para o Benfica pela mão de José Veiga onde também foi campeão nacional com Trapattoni.

O Sporting tinha uma excelente equipa, mas também tinha o último grande presidente - Dias da Cunha - e um senhor no departamento de futebol - Manolo Vidal - que fazia a ponte entre o balneário e a direcção para tudo o que fosse necessário. Carlos Freitas era o director desportivo e  o homem forte do futebol. Não podia faltar nada e, pelos vistos, não faltou.

O Sporting venceu o campeonato mas também venceu a Taça de Portugal (vídeo em baixo). Foi a chamada dobradinha.








quarta-feira, 26 de abril de 2017

Recordando o mestre da laranja mecânica

Rinus Michels, o único treinador holandês que venceu um título com a laranja mecânica e merecia ter vencido mais. 

Estou-me a lembrar, assim de repente, daquela final do mundial de 1974 disputado na Alemanha e em que perdeu por 2-1 na final com os anfitriões (2º vídeo em baixo) e da vitória no Euro 1988 por 2-1 à antiga União Soviética (3º vídeo). Ver ficha de treinador, aqui!


 

segunda-feira, 24 de abril de 2017

A arbitragem de Artur Soares Dias

Um leitor deste blogue questionou o porquê de eu não ter comentado no último post a arbitragem do último derby Sporting - Benfica. Respondi que estava revendo o jogo e foi mesmo isso que fiz, mas fiz mais, ao contrário de Manuel Fernandes.

A antiga glória leonina disse que 'viu o jogo 3 vezes, eu vi 4'. Os erros mais graves reclamados pelo Benfica (os penalties por assinalar) e pelo Sporting (falta ou não na origem do golo encarnado) foram vitos por mim da seguinte maneira:

Concordo com todos aqueles que viram 3 penalties por assinalar e também com quem acha que houve falta de Alan Ruiz sobre Sálvio.

E o que eu pressenti ao intervalo aconteceu na segunda parte. Artur Soares Dias iria saber que tinha errado nesses lances e em caso de dúvida na segunda parte encostava-se ao Benfica.
Foi isso mesmo que aconteceu.

Foi premeditado?!..., acho que não!, é mais o sub-consciente a pesar e a levar o ser humano  a errar dessa maneira. Respeito todas as outras opiniões, a minha é esta!


domingo, 23 de abril de 2017

E assim foi o derby!

Para o adepto comum, foi um derby fraco, mas em termos de dinâmica a meio campo na procura de espaço para surpreender o adversário, gostei do que os dois treinadores 'montaram.'

Foi uma luta de muita paciência, para procurar espaços que surpreendessem o adversário.

Pelo lado do Sporting gostei do jogo de Alan Ruiz, conseguiu quase sempre ocupar o espaço certo entre a defesa e meio campo encarnado para tentar servir os colegas. Gelson, mais uma vez, foi divinal.

Pelo Benfica, foi quase sempre Pizzi que tinha de 'pegar' no jogo para dar andamento à 'coisa', Lindelof foi imperial no sector defensivo e Jonas faz muita falta a este Benfica em termos ofensivos.

Enfim...poucas oportunidades de golo e passes falhados em demasia de ambas as partes. 

Fisicamente, o Sporting deu o 'berro' primeiro e é isso que eu não entendo!, pois estão desde há muito tempo só a jogar no campeonato!


sábado, 22 de abril de 2017

«Onze e sistemas oficiais de Sporting e Benfica»

O Sporting - Benfica com Marcelo Caetano na tribuna

Quando Marcelo Caetano (sócio honorário do Sporting) recebeu dos adeptos sportinguistas uma enorme ovação no antigo Estádio de Alvalade, 25 dias antes do 25 de Abril de 1974.
Os apupos sentiram-se, mas foram poucos!

Perante esta reacção e, segundo Otelo Saraiva de Carvalho, ainda foi discutido se o plano da revolução seguia ou não em frente.

É preciso recordar que 15 dias antes 'o golpe das caldas' não foi conseguido. Avançaram para a revolução e deu-se o  25 de Abril de 1974 e ainda bem todos nós!


«Onze e sistemas prováveis de Sporting e Benfica»

Um Derby que foi um verdadeiro espectáculo




Hoje é dia de mais um 'derby' entre os dois 'grandes' de Lisboa.

Espero e desejo um excelente espectáculo, tal como o do vídeo em baixo que deixou todos os amantes do futebol de 'cabelo em pé', tal foi a emoção de quem teve a oportunidade de assistir.
Favorito a vencer o jogo de hoje?
Na minha opinião, hoje, não há!,... num jogo desta natureza, aposto 50 por cento para cada lado antes do início do jogo.

Depois, tudo é diferente com o desenrolar dos acontecimentos.
Basta um erro infantil de um dos intervenientes e tudo muda...para qualquer um dos lados.

É certo que o Sporting psicologicamente poderá estar melhor, não tem pressão alguma em termos classificativos, mas o Benfica está motivado pela liderança no campeonato e estão reunidos todos os ingredientes para um grande jogo.




sexta-feira, 21 de abril de 2017

A antevisão do derby pelos dois treinadores (vídeo)

Maradona, el "Rey de Nápoles"

A selecção brasileira de 1982 (vídeo)

Dizem que quem não ganha títulos não fica na história, mas nem sempre é bem assim. 

Esta selecção brasileira jogava muito e ainda hoje é relembrada por esse mundial disputado em Espanha. 

Vale a pena recordar esta reportagem: 

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Deixem o Rui Vitória em Paz!

Há já algum tempo que anda por aí 'uns papagaios' a tentar 'arrumar' com Rui Vitória. Eles tem tempo de antena e assim tudo se torna mais fácil.

Eu sei porquê, mas vou aguardar mais algum tempo até 'cuspir' tudo cá para fora.

Não sou advogado de defesa do técnico encarnado nem fã incondicional do mesmo, mas custa-me ver e ouvir algumas coisas.

Chegou-se ao ponto, de num programa televisivo um comentador atacar duro e forte o técnico encarnado e, quando acabou, sorrir e piscar o olho para alguém que estava no estúdio (pressinto que fosse para algum técnico da estação televisiva). Nesse dia, tirei as dúvidas, é mesmo por má fé.

Ok, apresentam alguns dados que não abonam em favor do técnico do Benfica mas ignoram outros, como por exemplo, não mencionar que este Benfica não joga o que o treinador pretende em virtude das muitas lesões com que tem sido assolado o plantel encarnado.

Reparem que, só no último jogo com o Marítimo, Rui Vitória conseguiu repetir um onze para o campeonato.

Já aconteceu o mesmo com Jorge Jesus, bastou o técnico leonino deixar de se sentar à mesa com eles para falarem de futebol e...pimba! Antes era o maior, depois foi um tal bota abaixo.

Rui Vitória nunca se sentou com eles, por isso, começou a 'levar mais cedo'.

E é campeão em título, nem quero imaginar se não fosse!



quarta-feira, 19 de abril de 2017

Leonardo Jardim merece melhor tratamento

Não tenho muitas palavras para descrever o trabalho que Leonardo Jardim está fazendo no Mónaco, nem deveria ser só eu a pôr o português no auge, mas sim, alguma comunicação social portuguesa que o deveria fazer.

Este excelente trabalho merecia um reconhecimento muito maior, fazer o que está fazendo merece ser louvado, aconteça o que acontecer daqui em diante na Champions League.

É que este excelente trabalho não é só nas competições europeias, é também nas provas internas.

Mas enfim...provavelmente não se senta à mesa com os nossos experts em matéria de bola, aqueles que inundam a nossa televisão a falar de táctica sem sequer ter um curso de treinador.

És enorme, Leonardo!, simplesmente fantástico!

Mónaco, Juventus, Real Madrid e Atlético de Madrid são os semi-finalistas desta edição da Champions League .




Está a faltar a Champions League a este menino...

Gianluigi Buffon, 39 anos, é um dos melhores guarda-redes mundiais de todos os tempos, com uma carreira invulgar e de meter inveja a qualquer um.

Buffon poderá realizar esta época um sonho antigo - vencer a Champions League pela primeira vez.

Falta-lhe esse troféu e um mundial de clubes (será desta vez?!...), pois já conquistou os seguintes títulos:
1 campeonato da Europa sub-21 pela selecção italiana ;
1 campeonato do mundo pela selecção A italiana ;
1 Liga Europa (taça UEFA);
1 Supertaça Europeia;
7 campeonatos de Itália;
1 série B (II divisão) de Itália;
3 taças de Itália;
6 supertaças de Itália.


O 'escândalo do Bernabéu'

É lamentável que na maior prova de clubes do mundo se continue a nomear árbitros fracos e de qualidade duvidosa, os erros tem sido mais que muitos nos mais variados jogos.
Se há blogue que pouca fala dos árbitros e os compreende, é este. Detesto falar de árbitros porque eles são humanos e como tal também erram, mas o que é demais enjoa.

Aliás, nós portugueses, temos razões de queixa e não são poucas, basta ver como o Sporting nas últimas participações na champions tem sido prejudicado.

Ontem, em Madrid, foi de bradar aos céus, além dos golos em fora de jogo o critério para expulsar Vidal não foi o mesmo para Casemiro.

Um excelente jogo enquanto houve 11 jogadores de cada lado e que ficou inclinado com essa expulsão de Vidal e a não expulsão de Casemiro.

Depois disso, todos viram o que aconteceu, Ronaldo faz o empate em fora de jogo e o segundo golo idem, idem, aspas, aspas (o vídeo árbitro que chegue rapidamente).

- Fiquei feliz pela prestação de Ronaldo (não tem culpa dos erros de arbitrgem) nesta eliminatória, o madeirense continua aí para para calar as más línguas.

- Fiquei triste pelo Bayern de Ancelotti e pelos clubes espanhóis continuarem a serem levados ao colo!, eles não necessitam disso!


terça-feira, 18 de abril de 2017

A champions está de volta...

...com dois jogos que decidirão quem serão os dois primeiros semi-finalistas desta edição da champions league. Amanhã, há mais, mas as atenções hoje estão viradas para Madrid.

O Bayern de Carlo Ancelotti vai tentar corrigir os erros da primeira mão e tentar seguir em frente rumo a mais uma vitória na champions league.

Quando soube que o técnico italiano (sou suspeito, pois sou fã nº1 de Don Carlo Ancelotti) ia para Munique fiz esta entrada e apostei que este ano levantaria mais um caneco.

Vamos lá a ver se tinha ou não razão, uma coisa é certa, não estava era à espera de apanhar logo com o Real nos 1/4 de final na forma como se encontram, mas é a vida!


segunda-feira, 17 de abril de 2017

"Ó Sr. árbitro"

A entrevista do André André...

...um excelente jogador do FC Porto, basta ser filho de quem é, dirão alguns e...com razão.

Após efectuar a sua formação no Varzim, André André ainda esteve uma época nos juniores do FC Porto mas voltou ao Varzim.

Foi contratado ao Varzim em 2012 pelo Vitória de Guimarães de Rui Vitória...então na extinta II divisão B. A partir daí, é o que todos sabem - está no auge e no clube do coração.

Foi assim o Play Off de ontem da sic notícias

domingo, 16 de abril de 2017

Recordando dois excelentes jogos entre Sporting e Benfica

Treinador do FC Porto não gosta de saca rolhas

Duas frases de um antigo chefe de departamento do FC Porto, na sua página do facebook, dizem tudo do que foi o jogo de ontem na pedreira, em que era importante não complicar (quando fiz esta entrada, referi isso mesmo) para o FC Porto sair de Braga com os três pontos no bolso.

O FC Porto tem um excelente plantel mas não tem treinador, já o digo há muito tempo.
Tudo isso é disfarçado porque o FC Porto tem jogadores de outro nível e o Benfica tem sido irregular, muito por culpa das lesões com que o plantel tem sido assolado.

No último jogo com o Marítimo, foi a primeira vez que Rui Vitória repetiu o mesmo onze.

Imaginem se o Benfica tivesse começado mais cedo com um 'onze base' onde estaria agora...

Pinto da Costa também já percebeu isso mesmo, foi visível o mal estar entre ambos na saída e entrada do elevador. Parecido com isto, foi com José Peseiro na final da Taça de Portugal na época passada.
Aliás, nem os jogadores à saída do elevador se dirigiram ao treinador, nem este a eles (vídeo em baixo).

As frases do antigo chefe de departamento do FC Porto:

Sem saca-rolhas (Brahimi) não se abre o garrafão (a defesa)!!!

Os jogadores querem ganhar mas o treinador não os deixa...


sábado, 15 de abril de 2017

A pressão da pedreira

Depois da vitória de ontem do Benfica, anda muito boa gente afirmando que o FC Porto entrará na pedreira pressionado em vencer o Braga para não perder o comboio da frente.

Ok, em termos teóricos até poderá ter alguma razão de ser, mas esquecem-se de um pormenor:
- o Vitória de Guimarães venceu hoje em Chaves e neste momento está três pontos à frente do eterno rival - Braga.

Com que então?!..quem estará mais pressionado logo mais?

Na minha opinião, este Braga que hoje vai entrar em campo também tem uma enorme pressão em vencer para não perder o 4º lugar e isto só beneficiará o FC Porto.

Uma coisa é o FC Porto jogar frente a um Braga tranquilo, outra é jogar com um Braga pressionado pelo eterno rival na tabela classificativa.

Não sei o que acontecerá logo mais (no futebol tudo é muito relativo), mas na minha opinião esta poderá ser das deslocações mais fáceis que os dragões tiveram a Braga nos últimos tempos, caso não a compliquem, claro está!


sexta-feira, 14 de abril de 2017

Benfica e Sporting com chapa 3

Benfica e Sporting cumpriram hoje com as suas obrigações de favoritos nos jogos que disputaram.

3-0 dos encarnados na Luz, frente ao marítimo e o mesmo resultado do Sporting no Bonfim perante o vitória local.

E o próximo jogo de ambos é mesmo o maior derby do País, sábado - 22/04/2017 a contar para a 30ª jornada do campeonato nacional no Estádio de Alvalade.

Que se viva uma semana com Paz e sossego na antevisão do derby!

Este blogue irá durante a semana contar algumas 'estórias' do derby lisboeta.


Aguardando pelos jogos de Benfica e Sporting

Recordando a dobradinha do Sporting em 1982

Para os saudosistas, aqui vos deixo o resumo do jogo da festa do título do Sporting em 1982 (7-1 ao Rio Ave), tal como o resumo da final da Taça de Portugal que o Sporting venceu ao Braga por 4-0.

A tal final que o Quinas (mestre Quinito) surpreendeu ao ir ao Jamor de smoking. Saudades de ver o Quinto ligado ao futebol.

Este Sporting tinha um tridente ofensivo de 'meter medo' - António Oliveira, Jordão e Manuel Fernandes, além de outros grandes jogadores. Um excelente plantel, consulte aqui.

Os leões eram orientados pelo inglês Malcolm Allison, que também tinha na sua equipa técnica o excêntrico preparador físico búlgaro Roger Spry (esteve muitas épocas em Portugal e em muitos clubes) o jugoslavo Srecko Radisic e a antiga glória dos leões Marinho.



Uma jornada santa

Hoje, sexta-feira Santa, tem início a 29ª jornada da nossa Liga, espero mesmo que seja uma jornada santa, sem casos e anormalidades, o que duvido que aconteça em virtude da intoxicação que por aí anda. Beneficiados e prejudicados, sempre houve, isto no fim estará equilibrado!

Realmente, temos uma imaginação muito fértil! Esses incendiários que andam na comunicação dos clubes (de todos) estão a fazer muito mal ao futebol!

Uma pena que não consigamos apreciar futebol sem ter de procurar culpados para os defeitos das nossas equipas, e não valorizar o que de bom eles fazem com todas as suas virtudes dentro de um campo de futebol.


Uma Santa e Feliz Páscoa!...

...a todos os que por aqui passam!!!


quinta-feira, 13 de abril de 2017

Arrumem com os energúmenos de dentro das claques

Quem ama verdadeiramente o Desporto, está escandalizado com o que se passou ontem com a claque oficial do FC Porto, eu também. Mas não foi a primeira vez que fiquei escandalizado, já vi de quase tudo. 

Sobre isso, só tenho a dizer isto:

Já vi adeptos do Benfica, a exporem uma tarja sobre a morte do adepto do Sporting ocorrida na final da taça de Portugal.

Já vi adeptos do Sporting a exporem uma tarja, gozando com a morte de um adepto benfiquista (o conhecido Gullit que faleceu quando regressava da Croácia) e outra a dizer sigam o King (numa alusão a Eusébio).

Ontem, vi e ouvi o que todos viram e ouviram, da claque do FC Porto.

Querem que vos diga uma coisa, todos tem telhados de vidro, deixem-se de tretas e arranjem mas é maneira de pôr esses criminosos a 'piar mais fino.' Todos, de todos os clubes!
Essa 'canalha' não aprecia o desporto!, e há deles em todos os clubes.
Ok, o Madureira agora é o mais conhecido, mas é porque querem - não lhe deem tempo de antena!

Deixem-se de 'clubites' e de tentar descobrir se a 'minha é maior que a tua' e vice-versa!
A 'merda' é mesma, o cheiro é que é diferente!

Continua tudo em aberto

Os jogos de ontem da Champions League tiveram vitórias dos visitantes, mas na minha opinião está tudo em aberto. Claro, que, quem os venceu tem muitas mais hipóteses de seguir em frente.

Em Dortmund e, apesar do excelente jogo do Mónaco de Leonardo Jardim, foi visível que os alemães estavam a jogar debaixo de uma enorme pressão em virtude do ataque da véspera, se bem que, foi mais notório na primeira parte.

Em Munique, o Bayern sem as suas referências - Hummels na defesa e Lewandowski no ataque - ainda deu um ar da sua graça na primeira parte, mas na etapa complementar e com mais um jogador em campo, o Real dominou e só não venceu por mais porque pecou na finalização.


terça-feira, 11 de abril de 2017

Recordando a final da Champions Juventus vs Barcelona

Jorge Jesus é o pai da cartilha?!...

Segundo consta, hoje, no Porto Canal, serão feitas mais revelações sobre a 'dita cartilha'.

Na CMTV o comentador portista Jorge Amaral (antigo adjunto de Jorge Jesus) também referiu que o pai da cartilha é Jorge Jesus, que foi com ele que começaram essas práticas no Benfica em 2009.

Será?!... Pelo que afirmou Jorge Amaral, é o 'modus operandi' de trabalhar de Jorge Jesus. Ele pensa em tudo.

A mim, custa-me a crer, mas ao mesmo tempo lembro-me de uma visita de um adjunto de Jorge Jesus quando treinava o Benfica ao hotel onde o Braga estagiava (levantou-se muitas suspeitas na altura) e fico perplexo e com muitas dúvidas. 

Essa de que o Renteria precisava de ajuda para comprar uma mala em Lisboa não lembra ao diabo?!,...só mesmo a Mr. Burns.

Mas, atenção, não foi só quando treinava o Benfica, no Sporting, também houve uma visita do mesmo adjunto a um outro Hotel onde o Rio Ave estagiava, enfim... já começo a perceber certas e determinadas práticas que nunca se perdem.

Acho que os leitores deste blogue já perceberam para que serviam essas visitas, certo? Não preciso de fazer um desenho...

Na altura deu muita polémica, mas tudo isso nunca passou de suspeitas. Lembram-se?!

Pois bem, que de uma vez por todas se esclareça tudo isso,...é que isto já me parece é um caso de policia, tal como deveria ter sido as cenas das malas no final da época passada e ninguém se quis mexer.


segunda-feira, 10 de abril de 2017

A culpa é do Benfica

O Play Off de ontem

Vídeos do Canelas chegaram à Luz.

Da maneira que a comunicação dos clubes está, com tanta intoxicação, há que levar algumas coisas com humor, o título deste post diz isso mesmo.

Um amigo meu mandou-me um sms em que me dizia que só poderia ter sido visionado pelos jogadores do Benfica os vídeos dos jogos do Canelas e não do adversário de ontem - o Moreirense!


Achei graça, realmente, ontem as 'coisas' estiverem muito quentes em Moreira de Cónegos.

Claro que o conselho de disciplina da FPF vai actuar e acho muito bem! Que isto sirva para melhorar o futebol português e que seja igual para todos, refiro-me, claro, à atitude de Samaris já nos descontos ao 'socar' um adversário!

Relativamente ao jogo jogado, não há muito a dizer, apenas que o Benfica está a jogar mal e porcamente, mas mesmo assim, conseguiu o que pretendia - a vitória!

O Benfica, tal como outros clubes esta época (que o vídeo árbitro chegue rapidamente) safou-se de não ter de jogar com 10 jogadores a partir da meia hora de jogo quando Luisão fez uma entrada por trás que lhe valeria o vermelho directo.
Tiago Martins não viu e fica no ar a incógnita se com 10 jogadores o Benfica venceria o jogo. Nunca se saberá...é a 'lenga lenga' dos 'ses'.

domingo, 9 de abril de 2017

Todos os caminhos vão dar a Moreira de Cónegos

...e os que não vão por estrada, ficarão nos sofás de suas casas ou em algum estabelecimento perto de si torcendo por três resultados:

- Benfiquistas a torcer pela vitória do Benfica;
- Portistas e sportinguistas pela derrota ou empate dos encarnados.

Para os saudosistas: na época passada, foi assim a chegada do autocarro dos encarnados a Moreira de Cónegos:

Compadre de Jorge Jesus vai trabalhar no Sporting?!...

Os mais novos provavelmente não se lembrarão do Padrão, mas quem escreve este post lembra-se perfeitamente, foi um dos bons guarda-redes que passou pelo futebol português.

Na época 1977/78 Padrão e Jorge Jesus jogaram juntos na primeira divisão, no Riopele, treinado por Ferreirinha, treinador que dizem alguns, introduziu o 'tiki taka' em Portugal.
Esta parte não posso confirmar porque não é do meu tempo, mas as fontes são boas.

Aliás, Carlos Padrão foi campeão nacional no FC Porto em 1991/1992. Venceu também uma Taça de Portugal, uma Supertaça Cândido de Oliveira e um Campeonato da II divisão.
Ver ficha de jogador aqui. Padrão foi também treinador, mas por muito pouco tempo.

Carlos Padrão e Jorge Jesus são como irmãos, a amizade que começou no futebol tornou-se para a vida fora das 4 linhas e é sempre de realçar estas relações.

Afastado há muito tempo do futebol, empresário em Angola, Padrão poderá estar de regresso ao futebol português.
Pessoalmente, gosto sempre de ver regressar ao futebol quem já deu muito por ele, o Carlos Padrão é uma dessas personalidades.

Fonte deste 'chaminé' garante que Carlos Padrão irá trabalhar na estrutura do Sporting na próxima época. Será?!..., há que aguardar!

Claques Violentas

sábado, 8 de abril de 2017

FC Porto e Sporting cumpriram a sua missão

A CARTILHA E OS 'CARTILHEIROS'



Quando comecei a minha actividade jornalística há mais de 40 anos, primeiro como ‘colaborador’ (era assim que se chamava) e depois como profissional, havia um contacto directo com os protagonistas do jogo. Podíamos falar com os jogadores e os treinadores, e eram os dirigentes e presidentes que se manifestavam mais inacessíveis. Havia menos informação desportiva, ainda não tinha eclodido este fenómeno da internet que veio alterar, radicalmente, as nossas vidas (para o bem e para o mal), e os jornais conseguiam ser diferentes uns dos outros, porque cada qual – dependendo da argúcia do jornalista e da disponibilidade evidenciada, sobretudo, por jogadores e treinadores – publicavam o produto daquilo que conseguiam alcançar. O jornalista quase tinha acesso à porta do balneário, podia combinar entrevistas fora das instalações dos clubes, tudo com conhecimento oficial mas com respeito pela liberdade de cada um dos intérpretes e quem ganhava era o ‘consumidor final’ – os leitores, neste caso vertente. As entrevistas eram abertas e ‘disputadas’ e cada qual se responsabilizava por aquilo que fazia e dizia. Outros tempos e, nesse aspecto, melhores tempos, sem dúvida.

Este relacionamento foi-se perdendo a partir da década de 80, com agudização na década de 90, com origem na aproximação ao momento da generalização da imprensa (desportiva) diária, as conferências de imprensa foram ganhando espaço, a liberdade dos jornalistas foi-se tornando cada vez mais escassa e os jogadores, principalmente, mas também os treinadores (embora um pouco menos ‘escravizados’) são tratados como se não tivessem capacidade para gerir os seus próprios tempos de intervenção e aquilo que efectivamente pensam. Não foi culpa dos chineses, mas entretanto temos assistido aos descarregamento em quantidades inusitadas de pés-de-microfone e de várias ferramentas de controlo do pensamento livre, em forma de spins, assessores, coordenadores de cartilhas (para ser actual), etc., etc. Qual é a consequência? Uma dramática artificialidade, protagonistas plastificados e com chips encrustados, tudo em nome da ‘organização’ e do ‘pensamento único’, tudo em ambiente mui democrático mas também mui vergonhoso. Querem maior prova de inconstitucionalidade do que a lei da rolha que os clubes impõem aos seus jogadores?!…

Este ‘caso da cartilha’ é um sinal dos tempos, mas é também um sinal claro de como funciona o ‘teatro de operações’. Os clubes de futebol são talvez as organizações que mais depressa destapam as fragilidades do ser humano. Pelo que dão e pelo que fingem dar. E só se colocam nesse patamar – de patrocinadores do ‘pensamento único’ e organizado, nesta caso por Carlos Janela, que parece ter uma empresa para servir os seus clientes (palavras do próprio) – porque conseguem arranjar gente capaz de aceitar protagonizar esses infelizes papéis. Não venham eles dizer, agora, que se trata de um mecanismo natural, que pressupõe uma alta visão do que é a comunicação moderna, porque se assim fosse não teriam desmentido mais do que uma vez os rumores de que isso estava a acontecer. Havia uma percepção pública, sempre negada pelas partes envolvidas. O que significa que ninguém se sentia confortável nesse papel. Por alguma coisa seria.

Nos zappings televisivos era possível verificar com alguma constância os adeptos dos clubes/"comentadores" a questionar os seus interlocutores sobre a origem das mensagens. Quem é a melhor marioneta – és tu ou sou eu? Se este ‘joguinho’ fosse assumido pelos espadachins e se o coordenador dos espadachins não se quisesse fazer passar por ‘livre e independente’, ficando agora de apurar os réditos desta operação, podíamos concordar ou discordar com o artifício, mas pelo menos era assumido de uma forma transparente. Assim é uma fantochada.

O campeonato está ao rubro, parece valer tudo para enfraquecer o adversário, Benfica e FC Porto estão agora superactivos, com o Sporting a correr por fora, mas claramente a posicionar-se, neste momento, do lado do FC Porto.

É tudo muito lamentável. O futebol em Portugal alcançou o estado de paranóia. O aparecimento das direcções de comunicação, dos spins e dos ‘cartilheiros’ pioraram, nos tempos mais recentes, um ambiente futebolístico já de si muito poluído. Ninguém respeita ninguém e as marionetas até se acham… heróis.

NOTA – No meio disto tudo até se perdeu o impacto do excelente jogo que o Estoril realizou, a meio da semana, no Estádio da Luz.

* Texto escrito com a antiga ortografia

JARDIM DAS ESTRELAS (5 ESTRELAS)

Vídeo-árbitro no Jamor

A International Board deu ‘luz verde’ para que o vídeo-árbitro entre em campo, oficialmente, no Jamor, na final da Taça de Portugal. E a nomeação de Jorge Sousa para esse efeito será a mais lógica. O jogo entre Benfica e V. Guimarães será mais um momento histórico deste processo. E, agora, que no nosso país já há a quase certeza de que o processo é imparável começam a aparecer as manifestações de apreço e de apoio de um conjunto de organizações que até à data se apresentavam entre o ‘nim’ e o ‘não’. O que é deveras interessante.
Os leitores sabem que, para mim, o dia 28 de Maio vai ser especial. Desde 2002 que acredito na mais-valia que as novas tecnologias podem trazer ao futebol. Em 2008 protagonizámos um Movimento nesse sentido. Em 2010 fomos à Assembleia da República com uma petição assinada por milhares de apoiantes. Em 2017 teremos o primeiro troféu atribuído num jogo com vídeo-árbitro. E em 2018-19 acredito que o campeonato português e a arbitragem em geral já possam contar com esse mecanismo que irá acabar, essencialmente, com os erros grosseiros. Vão existir muitos obstáculos (acima de tudo uma ausência de cultura desportiva acima do ‘vale tudo’), mas depois de se estranhar estou convicto que o mecanismo se vai entranhar.

O CACTO

Até quando?

Não há sinais de que, na sequência do ‘caso Canelas’, em que a agressão de um ‘jogador’ a um árbitro é apenas a ponta do icebergue, haja concertação político-futebolística para se ir ao fundo do problema. É uma teia demasiado densa. E, por isso, sobram reuniões e palavras de circunstância. Até quando?
Artigo de opinião de Rui Santos no Jornal Record

Para o Octávio Lopes da CMTV está sempre tudo mal

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Isto é mesmo a Cláudia Vieira?!...

Há 20 anos já havia sistema e o dito poder de um grande

Para esta malta mais nova amante da bola e, para os mais esquecidos, alguns que nas redes sociais e numa tasca perto de si gostam de discutir sobre bola, não sobre futebol, lembro-vos que há 20 anos já se passava precisamente o que se passa agora.

Já vos faço uma comparação, se é que é possível fazer comparações (chamem-lhe o que quiserem...) para perceberem como pouco mudou em 20 anos na rivalidade FC Porto - Benfica e vice versa! Apenas mudou o clube com mais títulos seguidos, ou seja, o que domina o futebol.

Agora, há as redes sociais e muitas mais ferramentas ao nosso dispor, mas enganem-se os que pensam que andávamos mal informados.
Aliás, também já havia os programas habituais com os 'paineleiros' residentes e outros mais a intoxicar a malta. Claro que havia e há exceções nesses programas, mas são poucas.
Em baixo, um desses programas.

Algumas 'comparações' e/ou curiosidades:
Há 20 anos (1996/1997) o FC Porto era equipado pela Adidas e o Benfica por uma marca menos cotada.
Actualmente, o Benfica é equipado pela Adidas e o FC Porto por uma marca menos cotada.

Há 20 anos o FC Porto era quase tri campeão, depois tetra e posteriormente penta.
Actualmente, o Benfica é tri campeão, luta pelo tetra e sonha com o penta.

Há 20 anos o Benfica tinha um guarda-redes de classe mundial na sua baliza - Michel Preud' Homme - mas perdia campeonatos.
Actualmente, o FC Porto tem um guarda-redes de classe mundial na sua baliza - Casillas - mas tem perdido campeonatos.

Há 20 anos afirmava-se que Pinto da Costa e o FC Porto dominavam a arbitragem, a disciplina e a justiça - o chamado sistema!
Actualmente, afirma-se a pés juntos que é Luís Filipe Vieira e o Benfica que dominam a arbitragem, a disciplina e a justiça - o chamado sistema!

Agora, perguntam vocês?!...é com 'isso do sistema' e muito mais que se ganha campeonatos?
Não, ganha quase sempre quem tem melhores planteis e melhores treinadores, mas ajuda muito possuir uma estabilidade a todos os níveis fora das 4 linhas - a chamada estrutura!

Nota Final:
O FC Porto na década de 90 vencia campeonatos com mais facilidade do que o actual Benfica. O bruxo de Alcabideche diz que isso também se devia a não haver tantas 'cameras' a filmar jogos. Não era só a qualidade dos jogadores e dos treinadores!

O mesmo bruxo, afirma que isto de  20 em 20 anos  se ganhar campeonatos de 'rajada' terá seguidores: - Em 2034, 2035, 2036, 2037 e 2038 o Sporting conquistará o título, o bi, o tri, o tetra e o penta!